Menu de Navegação

Moradores do Residencial Maria de Fátima Freire vão contar com o Programa Leite de Todos


A Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Arcoverde promoveu, na tarde da última quinta-feira, 05 de outubro, para os moradores do Residencial Maria de Fátima Freire, reunião sobre o Programa Leite de Todos, distribuído no município pelo Governo de Pernambuco. A iniciativa apresentou os pré-requisitos necessários para que as famílias contempladas pelo ‘Minha Casa Minha Vida’ também passem a contar com a distribuição.

“Para quem já recebia o leite em suas antigas moradias, o programa migrará para a comunidade e será entregue temporariamente na Creche Jenecy Ramos. Já para aqueles que não recebiam e querem ser inseridos no programa, o público alvo são crianças entre os dois e sete anos de idade, gestantes cadastradas no Programa Mãe Coruja, além de mães de recém-nascidos que tenham até seis meses de vida”, explicou a assistente social Érica Valença, coordenadora do programa.

Para o cadastro, que pode ser realizado no CRAS Boa Esperança ou na sede da Secretaria de Assistência Social de Arcoverde, são exigidas as cópias dos seguintes documentos: NIS e folha resumo, certidão de nascimento da criança, cartão de vacina com a identificação da criança e as vacinas já realizadas, além de comprovante de residência, RG e CPF do responsável.

Na reunião, que também contou com a participação da vereadora de Arcoverde, Cleriane Medeiros, a Secretaria de Assistência Social anunciou que a comunidade receberá oportunidades de práticas relacionadas à cidadania, cultura e esportes, através do Serviço de Convivência e Fortalecimento. “Pretendemos implantar este serviço dando um suporte com programas e projetos destinados a crianças e adolescentes, na faixa etária dos 6 e 15 anos de idade. Mas, a nossa intenção também visa trabalhar com a comunidade como um todo, possibilitando que cursos profissionalizantes sejam oferecidos aos moradores inclusos no programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, através de parcerias que garantam uma ocupação voltada para o retorno financeiro dos participantes”, explicou Arlane Almeida, coordenadora do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos da Secretaria de Assistência Social.

“Tudo isso irá contribuir para que os interessados não precisem se locomover para outras comunidades ou o centro da cidade, garantindo oportunidades favoráveis aqui no próprio residencial”, concluiu Arlane Almeida. O lançamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento será anunciado em breve.

Fotos: Israel Leão
Banner

Posta Comentarios: