CATEGORIAS

Recentes

Destaques

Menu de Navegação

Artilheiro da Copa do Brasil, Brenner vive seca de gols e perde espaço no Inter


Futebol é momento. Um dos principais chavões do esporte custou a titularidade de Brenner. Pouco importa o fato de ser o goleador da equipe na temporada, ter encerrado o Gauchão como artilheiro da competição e ser um dos líderes do quesito na Copa do Brasil. Sem balançar as redes há seis partidas, perdeu o lugar entre os 11 e ficará de novo no banco de reservas, dessa vez na partida contra o Palmeiras, na quarta-feira.

Na estreia colorada pela Série B, Brenner permaneceu no banco de reservas durante toda a vitória por 3 a 0 sobre o Londrina. Acabou preterido, inclusive, a Iago, Carlos e Diego, que entraram no decorrer do embate no Estádio do Café. Viu o antigo parceiro Nico López ser adiantado e marcar dois gols, com a entrada de Marcelo Cirino entre os titulares. Algo que não mudará na Arena Palmeiras, em São Paulo.

O fato justifica-se. O último gol de Brenner ocorreu há mais de um mês. No dia 6 de abril, anotou dois na vitória por 3 a 1 sobre o Cruzeiro-RS no primeiro jogo das quartas de final do Gauchão. O segundo saiu aos 31 minutos do segundo tempo. Desde então, são 535 minutos de hiato sem comemorar um tento seu.

Nem por isso passa sem chamar a atenção. Até porque, se o histórico recente deixa a desejar, Brenner teve destaque no início da temporada. São 13 gols no ano. Ninguém na equipe de Zago balançou as redes mais do que ele. De quebra, é um dos artilheiros da Copa do Brasil com cinco gols, ao lado de Léo Gamalho, do Goiás, e Rafael Sobis, do Cruzeiro.
Ocorre que esta perda de espaço ficará ainda maior. William Pottker chega com o status de principal contratação para a disputa da Série B. O atacante chega referendado como o craque do Paulistão e artilheiro da competição (nove gols, assim como Gilberto, do São Paulo) e o fato de ser o goleador da última edição do Brasileirão (14 tentos, mesmo número de Fred, do Atlético-MG, e Diego Souza, do Sport).

Pottker, aliás, só não entrou em campo no último final de semana porque precisou cumprir suspensão em função da expulsão na partida contra o Cuiabá pela Copa do Brasil, quando ainda defendia a Ponte Preta. E, justamente por ter atuado pela Macaca, está fora da competição pelo Colorado.

E Brenner ainda contou com a ajuda dos advogados do Inter. Na quinta-feira da semana passada, o centroavante foi julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul (TJD-RS) em função da expulsão na derrota por 1 a 0 para o Caxias, pelas semifinais do Gauchão. Corria o risco de ficar afastado dos gramados por até 180 dias, mas o departamento jurídico conseguiu desqualificar o artigo do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e ele pegou apenas um jogo de suspensão, já cumprido.

Nesta quarta, Brenner torcerá pelos companheiros no banco de reservas e aguardará um sinal de Antônio Carlos Zago para contribuir com a equipe e encerrar a fase sem gols. A partir das 21h45, o Inter começa a disputa das oitavas de final da Copa do Brasil, quando enfrentará o Palmeiras, em São Paulo.
Banner

Posta Comentarios: