CATEGORIAS

Recentes

Destaques

Menu de Navegação

Após dois anos, Facebook fecha estúdio de filmes em realidade virtual


A unidade de produção de conteúdo em realidade virtual do Facebook, Story Studio, está fechando as portas e vai mudar seu foco em apoio a produtores externos, informou a companhia dois anos depois que o estúdio foi lançado.

A Story Studio, unidade da Oculus, que é controlada pelo Facebook, vai alocar 50 milhões de dólares para financiar diretamente criadores de conteúdo de realidade virtual não relacionado a videogames, disse Jason Rubin, vice-presidente de conteúdo da companhia.

Rubin acrescentou que a Oculus "ainda está absolutamente comprometida em aumentar o volume de filmes em realidade virtual e o ecossistema criativo de conteúdo".

O Facebook pagou 3 bilhões de dólares para comprar a Oculus e manter seus funcionários em 2014. O presidente-executivo da rede social, Mark Zuckerberg, afirmou na ocasião que acreditava na mídia que oferece imagens panorâmicas de 360 graus por meio de óculos especiais. Na avaliação do presidente do Facebook, a realidade virtual "vai se tornar parte da rotina diária de bilhões de pessoas".

A Oculus buscou talentos na companhia de animação Pixar e na indústria dos videogames durante a formação do Story Studio.

Mas as ambições do Facebook em realidade virtual têm sido ameaçadas de certa forma por um processo aberto pela produtora de videogames ZeniMax Media, que acusa a rede social e a Oculus de violarem direitos sobre código de programação proprietário da empresa.

Um tribunal decidiu em fevereiro em favor da ZeniMax, concedendo direito à empresa de 500 milhões de dólares. A Oculus recorreu da decisão.

A Vive, unidade da HTC Corp, e a Sony também estão correndo para levar produtos de realidade virtual ao público.

A Oculus lançou seu primeiro curta metragem, "Lost", no festival de cinema de Sundance dois anos atrás. A produção trazia uma animação de uma criatura mecânica em uma floresta.

No ano passado, a Story Studio chegou a ganhar um Emmy pelo curta metragem "Henry" e na edição deste ano do Sundance o estúdio concorreu com "Dear Angelica", um filme ilustrado sobre uma mãe e filha.
Banner

Posta Comentarios: