CATEGORIAS

Recentes

Destaques

Menu de Navegação

Marco promete "entrega" em luta por vaga no Nordestão e acesso à Série A


 Assim como na última quinta (27), o meia Marco Antônio foi o escolhido para conversar com a Imprensa nesta sexta (28), no CT Wilson Campos. Os cenários, porém, eram bem diferentes. No dia anterior, o tom era de lamentação por conta dos atraso salariais que geraram uma paralisação do elenco. Nesta tarde, o discurso trazia um pouco de esperança, motivado de certa forma pela mudança na direção de futebol do clube. Um dos mais experientes do elenco, o camisa 10 contou como foi o encontro com o novo vice-presidente de futebol, Emerson Barbosa, e ressaltou o empenho dos atletas na luta pelos dois últimos objetivos do Náutico na temporada: a vaga na Copa do Nordeste do ano que vem e o acesso à Série A.

"O torcedor pode esperar da gente aquilo que ele viu durante o Pernambucano. Tivemos que nos reinventar durante a competição após a troca de treinadores, mas podemos deixá-lo tranquilo quanto ao comprometimento e entrega do grupo. Tudo que a gente fez foi esperando uma posição (da diretoria), mas jamais se isentando do fracasso recente. A gente tem parcela de culpa nisso e não queremos tirar o corpo fora do problema e jogar para A, B ou C. Teve a troca de comando (na direção), que não sabíamos. Emerson (Barbosa) voltou, nos procurou e pediu um prazo para se inteirar do assunto. Acredito que segunda-feira vamos conversar. Até porque não é só a Série B, tem a disputa do terceiro lugar que vale classificação à Copa do Nordeste do ano que vem. Estamos unidos porque temos uma meta, que é colocar o clube na Primeira Divisão. Todo ano o Náutico entra forte nessa disputa e neste não será diferente", afirmou Marco.

Sobre a reunião com Emerson Barbosa, o atleta se mostrou esperançoso com a postura do novo dirigente. "Ele quer ver o tamanho do problema para achar uma solução. Não é fácil conduzir um clube e esperamos apenas a transparência. Tive pouco contato com ele no ano passado, mas ele sempre mostrou ser transparente. Até mesmo com a outra diretoria nós demos o voto de confiança. Quando nos era prometido algo, acreditávamos. Tínhamos a esperança de que tudo seria resolvido. Tomamos aquela decisão para separar a situação que o clube vive momentaneamente com a sua história. Náutico é centenário, tem uma camisa forte e queremos resgatar isso. Sabemos que as gestões que passam deixam problemas para as outras e quem assume pega isso. Mas queremos ser esse recomeço no clube. Ver o torcedor na rua com prazer de vestir a camisa, de nos encontrar e comemorar conquistas. Acho que falta isso para o retomar o caminho. A conversa foi sobre isso. Tomara que as coisas sigam esse trilho", reforçou.

Voltando ao futebol...


Embora o assunto do momento seja a crise financeira no clube, o meia Marco Antônio também falou de futebol. O jogador comentou sobre a diferença nas preparações de Náutico e Santa para o clássico que vale uma vaga na Copa do Nordeste do ano que vem. Enquanto o Timbu terá a semana livre para focar no duelo, o Tricolor precisará dividir suas atenções com a atual edição do Regional. A equipe coral encara o Sport, neste sábado (29), pelo jogo de ida da semifinal. 

"É sempre bom estar jogando, com aquilo que você treina sendo colocado à prova. Quando não tem essa disputa próxima, o cuidado é para não perder o foco. Agora que passou o problema maior, precisamos voltar a cabeça para o jogo porque vale muito para o clube", pontuou.
Banner

Posta Comentarios: