CATEGORIAS

Recentes

Destaques

Tecnologia do Blogger.
Menu de Navegação

Arcoverde: Madalena gastou R$ 134 mil na sua reeleição


A campanha à reeleição da prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PSB) custou R$ 134.028,44 segundo o portal do Tribunal Superior Eleitoral que detalha as despesas de campanha dos candidatos a prefeito e a vereadores nos municípios brasileiros. As receitas declaradas da candidata socialista reeleita com 60,73% dos votos válidos foram de R$ 140.528,44.

O maior percentual dos gastos foi com publicidade e materiais impressos que totalizaram R$ 21.853,30 (16,30% do total). A militância e mobilização vieram em segundo lugar dos gastos com R$ 20.700,00 (15,44%). Os totais de bens declarados a justiça eleitoral pela prefeita reeleita totalizaram R$ 86.569,34. Somente a prefeita fez uma doação própria para sua campanha no valor de R$ 77.828,45.

Foram com esses recursos declarados que a então candidata, e agora prefeita reeleita, promoveu os gastos para a realização dos comícios, caminhadas, pagamento de carros de som, guias de rádio, militantes de bandeiras e porta-porta, panfletos, santinhos, adesivos, palcos, som, refletores, etc. Toda essa campanha custou R$ 134.028,44.

A segunda colocada, Nerianny Cavalcanti (PTB), teve receitas de R$ 151.000,00 e gastos equivalentes. A maior doação foi do PTB no valor de R$ 110.000,00 (72,85%). O maior gasto foi com militância e mobilização, representando 29,97% do total da despesa. Já o candidato do PPS, Marlos Porto, que acabou tendo sua candidatura indeferida, teve receitas e despesas declaradas de R$ 7.292,03. O limite de gastos para os candidatos a prefeito em Arcoverde era de R$ 154.299,74. Os três postulantes declararam gastos totais de R$ 292.320,47.
Banner

Posta Comentarios: