CATEGORIAS

Recentes

Destaques

Tecnologia do Blogger.
Menu de Navegação

Madalena diz que promessas de campanha não deverão ser cumpridas

Passados menos de 30 dias do pleito eleitoral de 2 de outubro que a reelegeu para mais 4 anos à frente da Prefeitura de Arcoverde, a socialista Madalena Britto, parece ter descoberto após a votação que a situação do Brasil, de Pernambuco e de Arcoverde não está nada verde, mas vermelha.

Em entrevista a um programa de rádio do jornalista Magno Martins e amplamente divulgado por sua assessoria, a prefeita que fez dezenas de promessas mirabolantes na campanha eleitoral, a exemplo da construção de calçamentos em todas as ruas da cidade, conclusão do parque Linear que está paralisado em sua primeira etapa ainda, criação do centro cultural do coco no Alto do Cruzeiro, reforma da estação da cultura, construção de novas creches, etc, disse que “talvez não dê para a gente realizar o que prometemos à população”.

Ela colocou a culpa no cenário de incertezas por conta da crise econômica e perspectiva de limitação de repasses para os municípios. Cenário esse que já vinha sendo desenhado desde 2015, quando a própria prefeita promoveu cortes nos salários dos comissionados, mas que acabou sendo esquecido na campanha eleitoral.

Depois de passar 45 dias em carros de som e depois nos guias eleitorais prometendo o que já se via como o “impossível” e agora, após a eleição, reconhecido, a prefeita disse à rádio “não sabemos onde vamos chegar”. Ela disse ainda que os municípios estavam cada vez mais endividados, mas não falou dos gastos excessivos com refeições (R$ 1 milhão) ao longo dos quatro anos de seu governo e nem dos gastos com fogos que já ultrapassa a casa dos R$ 148 mil.

A prefeita, mesmo assim, ainda falou sobre principais ações previstas para seu segundo mandato; destacou o Parque Linear e a construção de sua segunda etapa. Disse que ia buscar dinheiro do Governo do Estado.

O que a prefeita Madalena Britto (PSB) não explicou, e omitiu, é que em tempo de crise e pouco dinheiro, a prefeitura perdeu R$ 1,95 milhão (hum milhão, novecentos e cinqüenta mil reais) para a construção da referida segunda etapa do Parque Linear, segundo o ofício 0571/2016 da Caixa Econômica Federal de 23 de maio de 2016 e omitido pela prefeita em sua campanha eleitoral. O contrato de repasse assinado no dia 07 de agosto de 2014 pela prefeita do município, foi extinto por descumprimento de cláusula contratual. A emenda era do senador Armando Monteiro Neto.

Fonte : A FOLHA DAS CIDADES 
Banner

Posta Comentarios: