Menu de Navegação

Governador coloca Eduino e Israel no palanque de Madalena


Falta apenas marcar a data e escolher as justificativas para que seja anunciada a ida do deputado estadual Eduíno Brito (PP) para a sombra do palanque da atual prefeita de Arcoverde, Madalena Brito (PSB). A decisão foi tomada no Palácio do Campo das Princesas, em reunião com o governador Paulo Câmara (PSB) no início da semana. O que alguns anunciam como a grande novidade da política, se arrasta há meses em negociações, mas deverá render algumas bombinhas. De novo só o velho filme já visto há cerca de oito anos.

Confirmando o acordo que garantiria espaços (secretarias) caso a atual prefeita fosse reeleita, e apoios para eleições futuras, a novidade da candidatura do deputado progressista (antes ele era humanista - PHS), que se apresentou na eleição de 2014, sendo majoritário em Arcoverde, sucumbe diante do comando temporário da atual prefeita.

Até o momento, nem o deputado e nem a prefeita anunciaram ou comunicaram oficialmente a aliança que já desagrada muitos eleitores e seguidores do parlamentar que mal concluiu seu mandato de vereador e saiu para ser deputado, lançou-se pré-candidato a prefeito e agora deixa a caminhada pela metade e deverá ficar sobre a sobra do poder temporário da prefeita Madalena Britto.

Com certeza nos discursos de justificativas não faltarão “por amor à Arcoverde”. Para o mesmo palanque também estaria indo o ex-deputado Israel Guerra (PR) (ainda não confirmou) repetindo em 2016 o palanque de 2008, quando cinco ex-prefeitos (Rosa, Rui, Erivânia, Giovani, Julião), Israel e outros, se uniram contra o então prefeito e candidato a reeleição Zeca Cavalcanti. Ele foi reeleito com 75% dos votos. Desta vez o palanque deverá ter dois novos integrantes: o deputado Eduino Brito e a prefeita Madalena Britto. Todos sob a tutela do governador.
Banner

Posta Comentarios: