CATEGORIAS

Recentes

Destaques

Tecnologia do Blogger.
Menu de Navegação

Arcoverde vive situação de risco de surto de dengue e chikungunya


A análise do Índice de Infestação Predial (IIP) do 3º ciclo do LIRAa (Levantamento de índice Rápido do Aedes aegypti), demonstra situação de risco de surto em 70 (37,8%) municípios pernambucanos e Arcoverde está entre eles. Os dados constam do boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Nº 24/SE 26.

Na região coberta pela VI Regional de Saúde (VI Geres), além de Arcoverde, os municípios de Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Pedra, Petrolândia, Sertânia e Venturosa também estão em situação de risco de surto. Nestes municípios, índice de infestação varia de 3.9 a 21.0.

No mesmo levantamento, pelo menos 90 municípios (48,6%) estão em situação de alerta e 24 (13,0%) municípios com índices satisfatórios. O Distrito Estadual de Fernando de Noronha não realiza o LIRAa por não possuir indicação técnica.

Em 2015, a cidade de Arcoverde viveu uma de suas maiores epidemias de Dengue e Chikungunya com hospitais superlotados, atendimento precário, unidades de saúde municipais sem dar conta do surto e mais de 90 da população sendo atingida pelo mosquito Aedes aegypti. Hoje, a cidade vive sob o domínio das muriçocas em todos os bairros da cidade.

Óbitos - Até a SE 26 foram registrados 273 óbitos, dos quais 26 (9,5%) óbitos apresentaram resultado laboratorial positivo para Chikungunya e 07 (2,6%) para Dengue. No mesmo período em 2015 houve a notificação de 50 óbitos suspeitos de dengue, sendo 14 (28,0%) confirmados como mostra. Na área da VI Geres foram notificados 5 casos de óbitos por arboviroses, sendo dois (2) confirmados em laboratório: Um por Dengue e outro por Chikungunya.
Banner

Posta Comentarios: